O BLOG DO BARATA

PENSANDO E EXPRESSANDO OPINIÃO

MUDANÇAS NA ORTOGRAFIA DA LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE JANEIRO 2008

Posted by oblogdobarata em maio 29, 2007

A partir de janeiro de 2008, Brasil, Portugal e os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste terão a ortografia unificada.

O português é a terceira língua ocidental mais falada, após o inglês e o espanhol. A ocorrência de ter duas ortografias atrapalha a divulgação do idioma e a sua prática em eventos internacionais. Sua unificação, no entanto, facilitará a definição de critérios para exames e certificados para estrangeiros. Com as modificações propostas no acordo, calcula-se que 1,6% do vocabulário de Portugal seja modificado. No Brasil, a mudança será bem menor: 0,45% das palavras terão a escrita alterada. Mas apesar das mudanças ortográficas, serão conservadas as pronúncias típicas de cada país.

Resumo da ópera – o que muda na ortografia em 2008:

- As paroxítonas terminadas em “o” duplo, por exemplo, não terão mais acento circunflexo. Ao invés de “abençôo”, “enjôo” ou “vôo”, os brasileiros terão que escrever “abençoo”, “enjoo” e “voo”.

- mudam-se as normas para o uso do hífen

- Não se usará mais o acento circunflexo nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos “crer”, “dar”, “ler”, “ver” e seus decorrentes, ficando correta a grafia “creem”, “deem”, “leem” e “veem”.

- Criação de alguns casos de dupla grafia para fazer diferenciação, como o uso do acento agudo na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito dos verbos da primeira conjugação, tais como “louvámos” em oposição a “louvamos” e “amámos” em oposição a “amamos”.

- O trema desaparece completamente. Estará correto escrever “linguiça”, “sequência”, “frequência” e “quinquênio” ao invés de lingüiça, seqüência, freqüência e qüinqüênio.

- O alfabeto deixa de ter 23 letras para ter 26, com a incorporação de “k”, “w” e “y”.

- O acento deixará de ser usado para diferenciar “pára” (verbo) de “para” (preposição).

- Haverá eliminação do acento agudo nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas, como “assembléia”, “idéia”, “heróica” e “jibóia”. O certo será assembleia, ideia, heroica e jiboia.

- Em Portugal, desaparecem da língua escrita o “c” e o “p” nas palavras onde ele não é pronunciado, como em “acção”, “acto”, “adopção” e “baptismo”. O certo será ação, ato, adoção e batismo.

- Também em Portugal elimina-se o “h” inicial de algumas palavras, como em “húmido”, que passará a ser grafado como no Brasil: “úmido”.

- Portugal mantém o acento agudo no e e no o tônicos que antecedem m ou n, enquanto o Brasil continua a usar circunflexo nessas palavras: académico/acadêmico, génio/gênio, fenómeno/fenômeno, bónus/bônus.

Fontes: Revista Isto É, Folha de São Paulo e Agência Lusa

About these ads

193 Respostas to “MUDANÇAS NA ORTOGRAFIA DA LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE JANEIRO 2008”

  1. [...] Link: Mudanças na Ortografia da Língua Portuguesa a partir de Janeiro de 2008 [...]

  2. Maria Rita de Cássia Aria said

    Gostaria de saber mais a respeito de hifenização. Existe uma listagem, pois foi apenas citado que as normas vão mudar, porém, não se comentou quais.

  3. Gabriel said

    caramba, eu vou ficar como meu avô, que escrevia pharmácia.

  4. osrevni said

    Pelo visto, não é tão unificado assim. Afinal, a questão dos circunflexos continua a mesma. Nesse caso, aliás, prefiro a versão portuguesa.

    Engraçado, eu tinha lido há alguns anos que o k, o w e o y já tinham sido reincorporados… Talvez tenha sido só no Brasil.

  5. Ad C said

    Você se esforça pra aprender a escrever direito na escola e aí toma uma rasteira dessas. como o Gabriel disse, vou também escrever tudo errado. pelo menos isso me deixa mais confortável pra continuar escrevendo do jeito que eu quiser no blog…

  6. Matheus Cunha said

    Nossa! Levei um susto aqui!
    AchEi que era a reformulação da língua pro “internetês” :D

  7. David said

    Acho interessante a unificação, mas Portugual vai topar isso. Afinal, o idioma é originalmente de Portugal, e todos os outros países são ou foram colonias. É o colonizador se adaptando às colônias.

    E discordo do Ad C: não acho que se tenha que se reclamar deste tipo de adptação. Primeiro que as mudanças não são lá tão drásticas assim, e por fim basta não ter preguiça e estudar um documento de uma página para entender as novas regras. Poxa, para aprender a falar “vc.”, “quer tc” e outras baboseiras o pessoal se esforça. Todo mundo decorou os emoticons. Reclamar disto me parece mais preguiça do que qualquer outra coisa.

    Agora gostaria de perguntar ao dono deste blog se existe algum “site oficial” de onde possamos ver estas informações na íntegra?

  8. Tábata said

    Para quem escreve corretamente, essas mudanças vão mais atrapalhar do que ajudar; já pra quem está acustumado com o “internetês” (ou seria internetes?), vai ficar feliz a beça…

    Só pra constar: o “apartir” do título não existe, o correto seria “a partir”.

  9. dhyll said

    isso mesmo o brasileiro tem preguiça de escrever :)

  10. Obrigado Tabata. Não foi um lapso. Nem cheguei a questionar. A internet não nos obriga a estarmos atentos a detalhes que não influenciam na comunicação.

    Não sou contra o “internetequês” é assim que chamo o dialeto da internet. Mas, palavrões não tolero, já que a língua portuguesa tem outras palavras para exprimir melhor nossa interjeição ou espanto.

    Enviem para caetanobarata@gmail.com textos sobre as mudanças da unificação. E em tempo: obrigado pela audiência!

    Caetano Barata

  11. MudanÇas na ortografia da lÍngua portuguesa a partir de janeiro 2008

    “A partir de janeiro de 2008, Brasil, Portugal e os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste terão a ortografia unificada.”

  12. batateira said

    Quem sugeriu tal mudança? E vai ter um livrinho onde a gente possa encontrar a nova ortografia?

  13. [...] MUDANÇAS NA ORTOGRAFIA DA LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE JANEIRO 2008 [...]

  14. [...] Com a unificação Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste dão novo fôlego ao português, facilitando a troca de documentação entre os países e garantindo a presença da língua em eventos internacionais por exemplo. Abaixo, seguem as mudanças observadas por Caetano Barata: [...]

  15. squibb said

    Nossa, ficou horrível isso. As palavras sem trema então é absurdo.

  16. sensorialtrip said

    q absuuuuuuuuuuuurdo!!!!!

    não usarei. escreverei tudo errado!

  17. [...] MUDANÇAS NA ORTOGRAFIA DA LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE JANEIRO 2008 A partir de janeiro de 2008, Brasil, Portugal e os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – Angola, […] [...]

  18. [...] Fonte [...]

  19. [...] A partir de janeiro de 2008, Brasil, Portugal e os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste terão a ortografia unificada. O português é a terceira língua ocidental mais falada, após o inglês e o espanhol. A ocorrência de ter duas ortografias atrapalha a divulgação do idioma e a sua prática em eventos internacionais. Sua unificação, no entanto, facilitará a definição de critérios para exames e certificados para estrangeiros. Com as modificações propostas no acordo, calcula-se que 1,6% do vocabulário de Portugal seja modificado. No Brasil, a mudança será bem menor: 0,45% das palavras terão a escrita alterada. Mas apesar das mudanças ortográficas, serão conservadas as pronúncias típicas de cada país.   Mais… [...]

  20. [...] essa semana o Mobilon me mandou um link sobre mudanças na ortografia da Língua Portuguesa, que me assustou um pouco. É bem mais que o desaparecimento do trema. A gente nem usa o trema! [...]

  21. Volt said

    Nossa, quanta alteração, vai ser muito diferença, gostaria de saber se posso copiar o post e colocar no meu blog, claro citando sua fonte, pois este tópico é de suma importância aos brasileiros que nos leem, rsrs

  22. Ivaneide said

    Sou professora de L. Portuguesa, confesso que achei interessante
    as mudanças na ortografia. Essa unificação, não só facilitará a comunicação entre os povos, mas também, a aprendizagem de nossos estudantes que terá menos regras para aprender.

  23. Hélio Sassen Paz said

    A única regra que não foi unificada foi a que manteve o acento agudo em Portugal e o circunflexo no Brasil nas sílabas tônicas que antecedem eme e ene.

    Digamos que fica como uma espécie de “charme”, assim como entre o inglês EUA e o inglês RU como, por exemplo, em theater (EUA) e theatre (RU). ;)

    []’s,
    Hélio

    http://blackao.wordpress.com/ – blog sobre futebol
    http://heliopaz.wordpress.com/ – blog sobre política

  24. [...] o que me indignou foi isso: “Tiragem está esgotada, sem previsão de reedição” MUDANÇAS NA ORTOGRAFIA DA LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE JANEIRO 2008 – Caetano [...]

  25. -BoRiS- said

    Pelo Amor de Deus. Levei um Susto aqui. Pensou se a gente Começar a Falar Ficheiros, Activar, Ascender.. POWTS Pode Chutar o Balde. A Língua Portuguesa de Portugal tem Horas que Chega a ser Fora do Comum.

  26. Eu já desejava isto a muito tempo. Já até havia escrito algo sobre meu desejo de acabar de vez com certas regras. Escrevi no dia 24 de Abril de 2007 se quiserem é so conferir

    http://www.holistica.com.br/artigo1/index.php?entryid=239

    Ainda bem que já estamos tendo mudanças.

  27. Luma said

    Quer saber? Eu adorei as modificações. Serão abolidas também as tremas, que não foi dito aqui. Beijus

  28. Júlio said

    É …p/ quem gosta de porcaria , ficou ótimo !
    Luma : falou-se da “trema” no 8º parágrafo (leia o texto antes de comentar);
    Adão : “regras” são p/ uniformizar condutas e proporcionar convívio pacífico(em qualquer esfera)-inclusive essas que você “desejava”-mas que ficaram uma m… , ficaram.
    Para quem sabe falar(porque aprendeu),parece desnecessário ; mas pense ter que ensinar as crianças à DECORAR que “freqÜente” não se lê “fre””QUENTE”…Faça-me o favor !

  29. [...] Via Saber é Bom Demais e texto de Caetano Barata [...]

  30. Letícia said

    Considero a proposta superficial e inconsequente, trata-se de “tampar o sol com a peneira”. Pois ignora a autonomia entre os dialetos, uma vez que pesquisas já demonstraram como cada variedade do português constitui uma língua independente. Ao invés de auxiliar o falante, principalmente na fase da alfabetização, a medidada desonstrói um conhecimento de língua já consolidado na cabeça do falante. Causará uma grande confusão e prejudicará antes de todos, as camadas menos assistidas da população, acentuando ainda mais,a desigualdade social.

  31. Com respeito a todos os que acham uma afronta essa mudança, quero dizer que não sou do tempo em que se escrevia farmacia com PH, mas que tenho visto nos meus 39 anos, alguns descasos com nossa língua escrita nos relatórios e nos e-mails enviados por alunos. Ou seja, alguns acham que tem o direito que criar abreviações e códigos em um determinado meio eletrônico e até levar isso para a escrita manual e não aceitam que uma unificação da terceira língua mais falada no mundo. Realmente, muitos valorizam só o que é fácil ou de fora. Muitos de nós ainda carregamos a idéia que o certo é imitar o estilo americano ou europeu, esquecendo que em nosso país existe muita beleza, inclusive em nossa língua, bastando pra isso verificar com mais cuidado alguns de nossos compositores mais famosos.
    Acredito que essa união nos torma mais fortes e que não há vida e amadurecimento sem mudanças.
    Abraço a todos.

  32. [...] Fonte: Aqui, mas eu vi primeiro aqui. [...]

  33. elionw3 said

    Bagunçou um pouco, bom para os infelizes que nunca aprenderam acentuar… mas agora não vamos perceber quem erra, e quem realmente não sabe, pois acento sera “deletado” em proximas modificações…

    Hmm… pelo menos ganharemos 5 minutos que seriam gastos com correções ortograficas, em cada página que digitamos…

  34. chatoh said

    rapaz, e eles não falaram nada a respeito do hífen, esse bichinho sim, que é tinhoso que só!

  35. Abelmon said

    Sinceramente, parece (e deve ser) um boato.
    Não levem a sério!
    Não vi nenhuma referência ao assunto no site da Academia Brasileira de Letras (http://www.academia.org.br/)…

    E respeitem o português de Portugal, do Brasil, de Angola, de Cabo Verde, de Guiné-Bissau, de Moçambique, de São Tomé e Príncipe e do Timor Leste…
    Boa semana a todos!

  36. Bira said

    Poxa, adoro trema… podiam eliminar o hífen. Aí sim, seria ótimo!!!

  37. Monique said

    Aff…
    eu pensei que mudaria muitas coisas mais
    ainda bem que não será do jeito que eu pensava.
    Mas so não gostei que o trema irá sair…
    coitadinho deixa eli vai..

    “/

  38. Carluca said

    Deixem o trema, eu odeio qdo falam “Qüestão” no lugar de “Questão”, então me questiono q/ argumento teremos para diferençar uma forma e outra. (Será q/ as pessoas q/ falam “qüestão” se “qüestionam” e falam “qüestionário”?). Além disso a letra U com o trema é uma cara sorrindo (ü)!

  39. [...] Para saber mais, clique aqui. [...]

  40. ecologia said

    Desculpem … Mas deveriamos estar lutando pela nossa lingua Brasileira, e não por essa incorporaçao politica !
    Aqui em Paris ja conseguimos encontrar nas melhores livrarias, livros sobre a lingua Brasileira para alunos franceses e eles ja sabem antes de nos que nossa lingua não é portuguesa. Desculpem mais uma vêz pela acentuação que pode não parecer correta, mas meu teclado é francês.

  41. [...] Junho 24, 2007 · Arquivado em Blá-blá-blá! Ai meu pai… Já demorou tanto pra eu aprender do jeito que tá, agora vai mudar? [...]

  42. #### said

    “PÁRA né!!” (eu nunca vou conseguir escrever PARA sem acento como verbo)Muita sacanagem isso.. Que coisa feia essas mudanças, eu nunca vou me adaptar, já tô até vendo…
    100 tremas e 100 acentos para diferenciar algumas palavras, q triste!

  43. Regina said

    Última flor do Lácio
    Olavo Bilac

    Última flor do Lácio, inculta e bela,
    És, a um tempo, esplendor e sepultura:
    Ouro nativo, que na ganga impura
    A bruta mina entre os cascalhos vela…

    Amo-te assim, desconhecida e obscura.
    Tuba de alto clangor, lira singela,
    Que tens o trom e o silvo da procela,
    E o arrolo da saudade e da ternura!

    Amo o teu viço agreste e o teu aroma
    De virgens selvas e de oceano largo!
    Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

    em que da voz materna ouvi: “meu filho!”,
    E em que Camões chorou, no exílio amargo,
    O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

  44. Ana Dias said

    União Europeia, será que isso é parte.

  45. Débora said

    É interessante a mudança partindo do aspecto que facilitará o aprendizado,e oficializará escritas que ja estavam sendo usadas desobedecendo a regra!

  46. Alice said

    Até onde estou informada, as tais mudanças ortográficas continuam no papel( isso vem desde 1992).Ainda não foi firmado o acordo entre os países. Portanto, por enquanto, está tudo como antes… Caso o que digo esteja em desacordo, por favor, orientem-me. Abraços!!!

  47. Alice said

    Observe que tudo está ainda no plano da indefinição(pode, talvez)…
    Mudança no português pode acontecer a partir de 2008, diz MEC
    Fonte: IG – Último Segundo

    RIO DE JANEIRO – O acordo ortográfico discutido pelos países que falam o português pode entrar em vigor já em 2008. Com isso, os brasileiros terão de se acostumar com algumas mudanças que podem parecer estranhas. As paroxítonas terminadas em “o” duplo, por exemplo, não terão mais acento circunflexo. Em vez de “abençôo”, “enjôo” ou “vôo”, os brasileiros terão que escrever “abençoo”, “enjoo” e “voo”. Saiba mais sobre as mudanças!

    De acordo com o assessor especial do Ministério da Educação sobre o acordo, Alberto Xavier, a mudança não pode acontecer antes por causa dos livros didáticos. Para valer como lei, o acordo ainda precisaria passar na Câmara e no Senado para sanção de um decreto legislativo por parte dos presidentes dos países.

    “Como a escolha do material que será comprado para a rede pública de ensino acontece com um ano de antecedência, na melhor das hipóteses o acordo passa a valer em 2008 por causa dos livros didáticos”, afirmou Xavier. Segundo o assessor, a adesão de Portugal ao acordo é automática uma vez que o tratado já foi assinado por Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, além do Brasil. “Em dezembro, o terceiro país assinou e, com isso, os demais acompanham”, explicou.

    Mesmo com a adesão automática de Portugal, o governo brasileiro e a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) negociam em Lisboa para que o país aceite o acordo e coloque em prática as medidas necessárias para o início das mudanças ortográficas. “O embaixador brasileiro da CPLP em Lisboa, Lauro Moreira, está tentando reunir todo mundo para “convencer” Portugal e definir uma data para entrar em vigor”, disse Xavier.

    O conselheiro cultural da embaixada de Portugal em Brasília, Adriano Jordão, disse que seu país ainda não ratificou o tratado por “questões jurídicas”. “Portugal contesta que o acordo possa entrar em vigor com a assinatura de três países em oito”, explicou. Guiné-Bissau, Moçambique e Angola também não aderiram ao tratado. Timor Leste integrou-se ao grupo quando se tornou independente.

    Posição da ABL

    O presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Marcos Vinicios Vilaça, pediu ao governo português que promova ações concretas, e com brevidade, no sentido de ratificar definitivamente o Acordo Ortográfico da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Vilaça lamenta que os portugueses mantenham a atual resistência depois de 16 anos de formatação do Acordo, em 1991. Segundo ele, a recusa contribui para um possível isolamento de Portugal.

    Vilaça lembrou que o português de Moçambique já vem se aproximando crescentemente do inglês, por força de interesses de ordem econômica. O presidente da ABL ressaltou que os países de língua espanhola utilizam apenas um dicionário, resultado do trabalho da Real Academia da Espanha e de outras 17 academias de países hispânicos. “Nada nos deve separar de Portugal. Acho mesmo que o governo do Brasil deveria ser mais categórico nesse tema”, sugeriu.

    Para ajudar na adaptação dos brasileiros, a ABL disponibiliza pela internet um serviço de tira-dúvidas do português. As perguntas são respondidas pelo professor Sérgio Pachá em até quatro dias ao usuário.

    Mudança na ortografia

    A língua portuguesa é a quinta mais falada do mundo. Mais de 230 milhões de pessoas terão de fazer pequenas adaptações. As novas normas farão com que os portugueses, por exemplo, deixem de escrever “húmido” para escrever “úmido”. Também desaparecem da língua escrita, em Portugal, o “c” e o “p”nas palavras onde ele não é pronunciado, como nas palavras “acção”, “acto”, “adopção”, “baptismo”, “óptimo” e “Egipto”.

    Mas também os brasileiros terão que se acostumar com algumas mudanças. Além da eliminação do acento nas paroxítonas terminadas em “o” duplo, também não se usará mais o acento circunflexo nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos “crer”, “dar”, “ler”, “ver” e seus decorrentes, ficando correta a grafia “creem”, “deem”, “leem” e “veem”.

    O trema desaparece completamente. Estará correto escrever “linguiça”, “sequência”, “frequência” e “quinquênio” em vez de lingüiça, seqüência, freqüência e qüinqüênio.

    O alfabeto deixa de ter 23 letras para ter 26, com a incorporação do “k”, do “w” e do “y” e o acento deixará de ser usado para diferenciar “pára” (verbo) de “para” (preposição).

    Outras duas mudanças: criação de alguns casos de dupla grafia para fazer diferenciação, como o uso do acento agudo na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito dos verbos da primeira conjugação, tais como “louvámos” em oposição a “louvamos” e “amámos” em oposição a “amamos”, além da eliminação do acento agudo nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas, como “assembléia”, “idéia”, “heróica” e “jibóia”.

  48. Sirlei said

    Gente isso é idiota, não concordo com essa mudança, acho isso besteira, vamos ter que voltar todos para a escola a reaprender a escrever (será que essa escrita tá certa?)!

  49. Rafael said

    a única coisa q realmente me desagradou é a abolição do trema… isso pra mim é “nivelar por baixo”, pq é uma coisa que tem razão de ser, útil, mas q parece q será abolido só pq mta gente não usa…

  50. Claudineya said

    … Mudanças são sempre bem vindas, mas, neste caso… confesso que não gostei. Quanto à unificação tudo bem, é interessante que países que falam a mesma língua mantenham a homogeneidade na escrita também; agora, com relação aos acentos retirados das palavras mencionadas… não sei, pode ser exagero, mas parece que deixaram as palavras sem a sua peculiaridade… o acento é uma diferenciação, e justamente devido a essas regras que a Língua Portuguesa torna-se especial.

  51. Claudineya said

    … Mudanças são sempre bem vindas, mas, neste caso… confesso que não gostei. Quanto à unificação tudo bem, é interessante que países que falam a mesma língua mantenham a homogeneidade na escrita também; agora, com relação aos acentos retirados das palavras mencionadas… não sei, pode ser exagero, mas parece que deixaram as palavras sem a sua peculiaridade… o acento é uma diferenciação, e justamente devido a essas regras que a Língua Portuguesa torna-se especial.

  52. Falou-se tanto que ate pensei que haveria uma “revolucao ortografica”… A unificacao entre os paises contemplados sera uma vantagem.A apresentacao das razoes para as mudancas trarao o necessario esclarecimento. No fim das contas, o importante e amar o nosso idioma,com sua musica e deslumbramentos , esta “Ultima flor do Lacio, CULTA e bela”. Que Olavo Bilac nao me condene!Monsenhor Mauricio Curi – Cairo- Egito

  53. PAULO LACERDA said

    FEIRA ….FÁIRA ( ASSIM PRONUNCIAM OS PORTUGUESES )

    BEM …..(OS PORTUGUESES PRONUNCIAM BÁIM )

    CORAÇÃO …..(CURAÇÃO )

    FATO ……..(FACTO)

    TERÇA -FÁIRA

    QUARTA-FÁIRA

    TUDO BÁIM

  54. PAULO LACERDA said

    PORTUGUÉS: ¿LENGUA DE ENSEÑANZA OBLIGATORIA EN VENEZUELA?
    Ricardo Tavares L.
    Cuando se piensa en la opción de enseñar una lengua extranjera en una escuela, hay que ponderar las verdaderas motivaciones para tomar una decisión correcta. Por lo general se consideran razones (geo)políticas (influyentes países vecinos, además de los Estados Unidos de América), económicas (fuertes lazos comerciales con alguna potencia) e incluso históricas (colonización de dos países, como por ejemplo Canadá, donde se habla inglés y francés).
    En el caso de Venezuela, es obligatorio aprender la lengua inglesa en la enseñanza escolar, sobre todo en la secundaria, por factores por todos conocidos: es la lengua con la cual los científicos y profesionales del mundo entero comparten conocimientos e información, la lengua del intercambio comercial, la lengua del turismo… Tiene hoy en día el estatus que tuvo el francés en el siglo XIX, el latín en la Edad Media, el griego en la época de Jesucristo.
    Pero ahora se comenta de la posibilidad de agregar otra lengua extranjera más en el sistema educativo venezolano, el portugués, no tanto por la comunidad portuguesa radicada en este país, sino por el gran vecino sudamericano: Brasil.
    En una ocasión leí en el periódico venezolano 2001 un artículo de opinión donde la propuesta fue planteada. Ese trabajo tiene como título «El inglés y el portugués» y fue escrito por Domingo Alberto Rangel el 21 de noviembre de 2004. Además de hablar de las razones por las cuales justifican la enseñanza del inglés (hasta indica que es la lengua extranjera «de los combatientes de Hamas y Hezbolah en el Medio Oriente, de la guerrilla colombiana y de Osama bin Laden»), propone la inclusión del portugués, por la misma razón de tener al Brasil como «potencia dominante» en el futuro. Ahora bien, los demás argumentos expuestos por Rangel son muy subjetivos (y también exagerados tratándose de un venezolano), por cuanto presentan al portugués como «la más rica y la más hermosa entre las lenguas romances», «una riqueza plástica y un tono cautivador. Es un francés más rico», «el portugués de Brasil es el idioma más elegante y primoroso que haya creado el género humano», «un idioma más exquisito que el francés de la Sorbona y más rico que el italiano». La exaltación es tan grande que la lengua española queda injustamente despreciada: «Mientras el castellano es el idioma de unos hidalgos provincianos de horizonte limitadísimo, el portugués surge en un barco que de Lisboa va buscando desde 1450 el paso del África hacia los mares del sur donde yacen las islas de las especias», «Nuestro castellano parece pobre frente al portugués».
    Verdaderamente sería interesante la enseñanza obligatoria de la lengua portuguesa en las escuelas de Venezuela, pero creo que si eso ocurre, será por razones más vinculadas por la geopolítica y economía que realmente por la belleza. Aún no he oído a alguien decir que le gusta hablar inglés por ser hermosa o rica(tal vez haya muchas personas que lo piensen). El pragmatismo definitivamente acaba por ser la mayor de las motivaciones.

  55. [...] com certeza certeza vamos demorar pra nos acostumar com essa “ideia”. Pois bem li la no Caetano Barata que: A partir de janeiro de 2008, Brasil, Portugal e os países da Comunidade dos Países de [...]

  56. Chico said

    Oi,

    Pensei que fosse mais um hoax. Mas se você cita as fontes, eu acredito…

    Não faz o menor sentido e é um desrespeito! Onde fica a identidade cultural de cada um dos países envolvidos?

    Levando a idéia ao pé da letra…

    Que tal unificar o inglês dos EUA, Canadá, Inglaterra, Irlanda, Austrália, etc… ?

    O próximo seria o espanhol na Espanha (incluindo catalão, galego e outros dialetos… oops, línguas.), Argentina, Chile, Peru, Colômbia, etc…

    Daí, faríamos o mesmo com o francês da França, do Canadá e todos as ex-colônias…

    Quanto aos benefícios… Bom, isso geraria tanta discórdia que é melhor não pensar. Fortalecimento econômico vem por outros caminhos e o rompimento da barreira linguística é consequência e não causa.

    Sou terminantemente contra. Já tinha ouvido falar de maior integração comercial entre os países, e falando especificamente da português de negócios, algumas mudanças podem vingar algum sucesso. No mais, é um desrespeito.

    Agora, se eu tiver que mudar para ganhar direito a ser cidadão europeu, então eu falo com sotaque português desde criancinha. ;^)

    Abraço,

  57. Fernando Azevedo said

    Pergunto :
    1)- Quais as entidades dos Países de Língua Portuguesa que advogaram e/ou decidiram as mudanças na ortografia da Língua Portuguesa expostas por Caetano Barata ?
    2)- Pela análise do texto verifica-se que não são especificadas nem exemplificdas as normas para o uso do hífen. Porquê ?

  58. SUELI said

    NÃO DÁ PRA ACREDITAR NUMA COISA DESSA!
    COMO VÃO FAZER AS CRIANÇAS QUE APRENDERAM ATÉ AGORA ? VÃO TER QUE APRENDER TUDO DE NOVO ? E AS CABECINHAS DELAS, COMO VÃO FICAR ?
    O AUTOR DESSA MARAVILHA… DEVERIA ERA INVENTAR ALGO MAIS PRODUTIVO PARA O NOSSO PAÍS E NÃO SE PREOCUPAR COM COISAS DESNECESSÁRIAS…
    NO QUÊ, ESTÁ ATRAPALHANDO ELE, EM TER QUE COLOCAR OS RESPECTIVOS ACENTOS???
    ORA, ORA, MEU AMIGO… VAI PROCURAR O QUÊ FAZER DE MAIS SÉRIO, QUE VOCÊ GANHARÁ MUITO MAIS !!!

  59. A Academia Brasileira de Letras explicou que as mudanças na ortografia ainda estão em estudo (ainda não foram aprovadas). Não há previsão da entrada em vigor, pois isso depende do governo dos países lusófonos.

  60. [...] Caetano Barata  Leia mais em: [...]

  61. Cristina Balestiè said

    Ora…
    Sejamos mais práticos e façamos mudanças que realmente venham a facilitar a vida do brasileiro que escreve já com tantas dificuldades. Por exemplo por que usar a crase se em nosso país não a pronúnciamos como se faz em Portugal..Isso sim seria significativo, porém a inulização da trema foi uma boa idía! deveríamos ser consultados (professores de português e o “povão”) não acham??obrigada

  62. Sandra Mortoza said

    Se enfrentamos dificuldades em leitura e interpretação, já pensaram depois que ocorrer a mudança?

  63. Será ótimo para que Portugal aprenda de vez a se comunicar corretamente com o resto do mundo. O colonialismo já acabou a muito tempo, muito embora, os museólogos portugueses continuem a difundir seus ideais retrógrados. Acorda para o mundo Português arcáico!

  64. IONICE said

    Achei muito interessante o assunto …
    aproveito para me colocar em um tema que não conheço profundamente, más que me causa duvidas e não fico confortável com a pronuncia.
    quero muito suas opiniões…
    exemplo. a questão – questam -
    andaram – andarão
    facilitaria muito a escrita se sintetização da escrita, uma vez que a pronuncia e a mesma.
    existe a questão fonetica…..

  65. galeota said

    Acho essa idéia maravilhosa, mas tenho lá as minhas dúvidas se ela vai ter sucesso. Os portugueses parecem ser irredutíveis quanto ao uso da língua. A questão do criador e da criatura ainda é muito presente nas mentes portuguesas. Tomara que essa unificação seja promissora. Sou brasileira e vivo em Portugal e bem sei as dificuldades, de toda ordem, que enfrento. Torço para que, enfim, possa dizer verdadeiramente que “A minha pátria é a língua portuguesa”.

  66. [...] acho que a retirada do trema; dos circunflexos de palavras terminadas com duas vogais (vôo, crêem…); d…  é um passo muito pequeno para os falantes da língua, mas um grande passo para a gramática, [...]

  67. Carla R. said

    Será um novo problema em sala de aula! Além de ter que alfabetizar numa 4a. série, terei que me preocupar em fazê-los esquecer o que já aprenderam. Acredito que o ensino no Brasil esteja mascarando uma geração empurrada – ano a ano-, pelos governos (tanto municipais, quanto estaduais)por se tornarem muito caros para o poder público. A falta de compromisso pessoal e familiar de hj, faz das crianças seres em forma de numerários:vale uma criança em matrícula , e o seu custo durante seus anos escolares. Aproveitamento que é bom, fica em último plano! Depois que aprovaram a PROGRESSÃO CONTINUADA…….

  68. Absurdo. Absurdo. Absurdo. Já comentaram aqui em cima, mas faço questão de reforçar. Como ensinar a uma criança que a pronúncia de enguiçar é completamente diferente de lingüiça, se as duas palavras são tão parecidas.

    Mudar o “pára” para “para” é outro absurdo. Já pensou como ficaria uma frase com dois “para”?

    Ex: Todo dia ele para para comer no bar.

    “Para com isso” é totalmente diferente de “Pára com isso”.

    Isso precisa ser vetado o quanto antes. Fica aqui o meu protesto.

  69. Marcello Salvatore said

    Não concordo mudar o que foi e é utilizado em Portugal. Lá nossa Língua surgiu e para preservar esse rico patrimônio todos os povos que utilizam o português deveriam seguir o que é escrito e falado em Portugal.

  70. Patrícia said

    Tenho dislexia e me esforço para escrever sempre certo sem trocar letra e me policio nos acentos. Agora que vai ser mais difícil, custei para aprender a forma certa e agora muda tudo. Fala serio! Que confusão vai dar na minha cabeça. Ninguém merece.

  71. MARTA RUMEN said

    É muito interessante a mudança que estão querendo fazer. Dizem que é para unificar a língua, mas criam palavras com dupla escrita, como as formas verbais amamos/amámos, falamos/ falámos dentre outras.
    Se é para ter dupla grafia, por que não nos deixam com a nossa e os demais com as deles?

  72. PABLO HURTADO said

    EL PORTUGUÉS DEL BRASIL ES MÁS HERMOSO QUE EL DE PORTUGAL …NO HAY DUDA . EL PORTUGUÉS DE PORTUGAL ES POBRE EN COMPARACIÓN AL BRASILEÑO (TIENE MELODIA agradable Y ES BELLO ).
    EL PORTUGUÉS DE PORTUGUAL ES RIDICULO SI COMPARADO AL BRASILEÑO Y PUNTO.

  73. dan's said

    Oiee ^^

    =D

  74. dan's said

    Oieee ^^

    =P
    :D

  75. Maggy said

    Não faria esta reforma, porém concordo, por exemplo que o trema, apesar de ser necessário para se identificar o dígrafo qu ou gu das letras q ou g, não mais está sendo usado pela maioria das pessoas.
    Acredito, no entanto que se foi feita uma mudança para unificação da língua, por que Portugal continuará usando acento agudo nas vogais e e o tônicos,que antecedem as letra n e m,enquanto o Brasil usa acento circunflexo? Não faz sentido.
    O caso do uso do hífen está muito vago. Cairam todos os hifens, ou só alguns?

  76. Ana Maria Zanelli said

    Essa mudança só atinge os muito bem alfabetizados; portanto, no Brasil, atinge apenas cerca de 18% da população. O mesmo número, aproximadamente, de brasileiros que têm acesso à Internet.

    Mudança interessante, de peso, seria aquela que pudesse dar aos restantes 82% da população brasileira a oportunidade de participar deste papo… Essa seria, sim, considerável e mereceria nosso apreço e atenção…

  77. Aline Prebelli said

    não concordo com a unificação! seria a desvalorização de todo o conhecimento adquirido na língua portuguesa, a qual na minha opnião,jamais deveria ser alterada, somente se fosse para se tornar mais complexa!!!

  78. Edmara said

    Concordo só com uma mudança: em relação ao hífen. Agora a trema é a coisa mais linda da língua portuguesa! Na minha opinião não há necessidade de retirarmos a trema!

    Vou continuar escrevendo LINGÜIÇA! AGÜENTO! e não LINGUIÇA! AGUENTO!

    É RIDÍCULO ESCREVER SEM A TREMA!!!!!

  79. carlos said

    ola, eu sou portugues. leio frequentemente em lingua portuguesa editada em varios paises e nunca me senti atrapalhado pelas diferencas ortograficas, alias a maioria dos manuais tecnicos em portugal sao escritos com ortografia brasileira. no entanto nao tenho medo nenhum de eventuais alteracoes das regras. para mim qualquer lingua e um organismo vivo que cresce, que se desenvolve, que se adapta, e neste sentido as versoes americanas das linguas europeias sao, em relacao a estas, muitissimo mais vibrantes e livres dos conservadorismos das ‘velhas’ academias europeias, reflectindo um espirito novo que se pretendeu fundar num espaco novo, com o seu percurso proprio que incorporou variaveis que nao existiam na europa — palavras indigenas, por exemplo — e hoje ‘contam’ essa historia, como as linguas europeias ‘contam’ a sua. pessoalmente acho que uma uniformizacao total sera uma coisa muito dificil, e ainda que uma lingua com varias dimensoes e uma lingua mais rica. o mais interessante ao ler todos os comentarios e a dimensao afectiva que todos, concordantes e discordantes, demonstram pela nossa lingua comum!

  80. Celso Piccolo said

    Necessária e urgente estas mudanças na nossa rica lingua portuguesa, porém, como os educadores farão seus alunos compreenderem já no ensino fundamental da ortografia da língua mater já que no Brasil há milhões de alunos que não conseguem se quer ler quanto mais entender essas regrinhas básicas. Adeus, trema mas vais deixar saudades! Mudanças em tempo oportuno.Parabéns!

  81. vilmar said

    A quem lê bastante e escreve ao menos um pouco, estas mudanças não atrapalham em quase nada. Acho realmente interessante tais mudanças. Sinais gráficos em palavras com sentido definido em orações, de entendimento claro, não são necessários ao meu modo de ver. A Gramática é mutante, sim. Também não deve afetar em nada a quem dela não entende, por não ler e escrever, afinal, já não sabe como ela é. Claro que fica estranha a palavra “amamos” com acento grave “amámos”, mas, temos de ceder também à sua origem, algo. O que me assusta são os “tipo assim” – “a nivel de” – “a gente” (não sabem conjugar verbos) e dizem: “a gente vai” ao invés de: “eu vou, tu vais, ele vai, nós vamos…” Parece fuga, medo, uma espécie de “não assumir” responsabilidades. De resto, vamos encarar lendo e escrevendo. Só desta maneira é que aprendemos.
    Vilmar Daufenbach

  82. André minas said

    Aproveitando á deixa, porque não mundam ortografia do plenário;ao invés de corruptos>para ladrões!!!

  83. EDVALDO said

    Achei a mudança absurda, uma vez que tivemos muito trabalho e sacrifício para aprendermos tais regras da gramátca, tempos verbais e outras mais do “portugues” ou “português”, já nem sei mais.

    Não gostei da proposta e fico muito triste em saber que os preguiçosos se darão bem nessa história toda.

  84. MI said

    ISSO E UM POUCO ESQUISITO .MAIS EU NÃO SEI PORQUE MUDOU .MAIS EU ACHO QUE PODERIA EXPLICAR .E MUITO CHATO , MUDAR DE LINGUA DO NADA MAIS E MELHOR ESDUDAR SE VOCE QUER FALAR CERTO.-

  85. Gostei muito desta ideia utilizo ela a muito tempo espero que seja verdade

  86. Querolayne said

    Essas mudanças meio que trouxeram um transtorno ,pois quem já aprendeu do jeito antigo terá que aprender novamente as novas regras da Língua Portuguesa.

  87. Paty said

    Há não achei muito bom pois
    vou ter bastante dificuldade.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    vou escrever tudo errado.rsrsrsrs

  88. Paty said

    [b] gostei o que o André Minas disse:
    Aproveitando á deixa, porque não mundam ortografia do plenário;ao invés de corruptos>para ladrões!!!

  89. Juliana said

    Vejo só pontos negativos nas mudanças da nossa língua pois isso só vai nos confundir mais ainda quando formos escrever. E a Língua Portuguesa já é muito complexa e o nosso país
    tem assuntos mais importantes para ser tratados como a violência e a fome. Ok!!!

  90. Achei extraordinário estas mudanças ,vou escrever com mais alivio mandou muito bem,os preguiçosos vão até fazer uma festa
    Douradoquara-mg

  91. paulo feres said

    Parece reforma de português. Por que não tiram logo todos os acentos da lingua? Não iam fazer a mernor falta. Depois, acho uma bobagem criar grafias duplas para diferenciar presente e pretérito dos verbos a primeira conjuagação. Quanto menos sinais a lingua tiver, mais bonita, inclusive esteticamente, quando impressa.

  92. Moreira said

    Eu acho um absurdo esta mudança. Sendo uma falta de respeito a nossa lingua portuguesa.

  93. Saraiva said

    É UM VERDADEIRO ABSURDO, UM VERDADEIRO INCENTIVO À PREGUIÇA, E UMA MANEIRA COVARDE DE OFICIALIZAR QUEM É PREGUIÇOSO. NÃO TEMOS QUE MUDAR NADA SÓ PORQUE EM PORTUGAL OU LÁ EM GUINÉ-BISSAU NO OUTRO LADO DO MUNDO SE ESCREVE DIFERENTE. DEIXEM ELES LÁ E NÓS AQUI. O GOVERNO BRASILEIRO EM VEZ DE COLOCAR ISSO EM PAUTA NO CONGRESSO DEVERIA SE PREOCUPAR COM OS DESVIOS DE DINHEIRO PÚBLICO.

  94. harpo said

    Sou aluno do curso de letras, fiquei surpreso com está mudança em nossa lingua, acredito que vai causar uma trágica confusão com o ensino, também com as pessoas que teram que se apropiar a esta nossa compreensão de análise ortografico. Não é válido e sem necessidade de uma mudança radical perante ao nosso idioma.

  95. M. dos Santos said

    Li a maior parte destes comentários, compreendi tudo, apesar de terem utilizado regras e “estilos” diferentes.
    A mudança assusta quem? O Português é uma língua VIVA logo muda, evolui modifica-se constantemente em função das necessidades, dos tempos, etc.
    O trema em Portugal foi abolido há muito tempo, aliás penso que, (esta é a minha humilde opinião) a maioria dos letrados não terão muitos problemas com as novas regras, quem já escrevia mal… …vai continuar a escrever como escrevia, com ou sem acentos, com ou sem novas regras.
    Porquê reclamar das novas se poucos seguem as actuais?
    De qualquer forma “a gente se entende” e isso é sem dúvida o mais importante.

  96. isabela said

    essa mudança foi engraçada vai ser mais facil pra mim porque eu naum ponho acentos nas palavras mas vai ser ruin para os CDFs q sao inteligente XDXDXDXD ;p :)

  97. elba said

    adoro portugueesou a favor sou brsileiraemoroem portugal

  98. fran said

    Fiquei chateada com essa nova mudança,ainda mais em saber que tudo o que aprendi certo, agora não será mais válido. É isso aí, além da linguagem falada invadir e dominar nosso cotidiano com muitas normas incultas, teremos que aceitar que nossa tradicional língua escrita seja modificada para suprir a deficiência dos preguicosos.

  99. Junior said

    Acho isso legal,e poderia até melhorar mais.Assim como acabar com todas essas regras,pois o que vale mesmo e a comunicação entre os povos.Porque tanto na gramática,quanto a escrita da internet,conseguimos entender a mensagem que esta sendo transmitida.

  100. Aloísio said

    Com todo o respeito, estas mudanças são uma nivelação “por baixo”. Tirar o trema e acentos diferenciais já tradicionais (e necessários) é gerar toda uma cadeia de erros, que já são fartos em nossa língua. Lamento muito que a boa intenção dos acadêmicos envolvidos também seja carregada de prepotência. Nossa língua deve evoluir a partir da base de nossa cultura, não de decisões arbitrárias de uma elite intelectual. Eles que joguem “ludopédio” sozinhos! Eu vou continuar escrevendo como aprendi.

  101. Lurdes Silveira Texdorf said

    Deicho aqui meu comentário sou da terceira idade e vou continuarescrevendo como aprendi esses que mudam tanto a ortografia deveriam se preocupar em construir mais escolas para nossas crianças cada paiz que escrevam como melhor lhe convier.Obrigada pela oportunidade de me expressar.

  102. Ganesh said

    Deve-se ser analisado com muito cuidado esse acordo, pois não vejo com “bons olhos” a abolição do trema onde o “u” é pronunciado e do acento agudo em “pára”. É como alguém disse, é nivelar para baixo. Não estou satisfeito com essas regras. Creio que os outros países de língua portuguesa deveriam escrever com as regras brasileiras. Parece presunção mas creio que o português do Brasil é mais “enxuto”.

  103. Camila said

    Já não basta o Brasil ser um país multiétnico, sem cultura própria e tudo absolutamente incorporados de outros países…Até a língua portuguesa brasileira TERÁ de DE SER unificada a de outros países.. deixemos que permaneça como está, pois assim será preservada a identidade de um idioma construído, em cima de outro que nao é nosso.
    Isso é um verdadeiro ultraje,e os brasileiros nao se adaptarao a essas alterações.
    já alcançamos nossa “independencia”, não somos mais colonia de Portugal… isto é fato.
    Vivemos em um país democrático, no ínimo um plebicito seria conveniente.

  104. Andressa said

    Por favor,me respondam a seguinte dúvida. Já que as mudanças na língua portuguesa ocorrerão a partir de 2008, há riscos de serem cobradas nas provas de seleção das universidades federais, seja em vestibular, ou provas de transferência?
    Parec que a resposta pode ser óbvia. Vcs me responderiam que não há risco, porém é comentário de todos que já estão sendo alteradas as provas de português que acontecerão em Dezembro de 2007. Espero resposta amigos,
    Obrigada

  105. JAIRO TAVARES said

    PORTUGUÊS BRASILEIRO FOI IMPLANTADO NO BRASIL PELOS PORTUGUESES A PARTIR DE 1500 E APERFEIÇOADO PELOS BRASILEIROS NATOS , INDIGENAS E AFRICANOS QUE AQUI CONVIVERAM ….UM POUCO DIFERENTE DO PORTUGUÊS HOJE FALADO EM PORTUGAL …EMBORA SEJA O MESMO IDIOMA .

  106. kelly layane said

    Ñ sei para que servirá tamanha mundança!!!!
    Gostaria de saber como irá ficar aquelas pessoas que estão terminando o ensino médio, em vez de ensinar o povo brasileiro a escrever e falar bem sua língua estão só complicando cada vez mais!!

  107. argelon said

    Gostaria mesmo q fosse sempre assim,falando em unificaçao
    imajino eu fazendo parte de globaliçao em rumo a igualdade
    isso tudo é otimo.deve nao vamos fazer parte dessa campanha
    e resolver logo esse assunto.
    gostaria mesmo d receber no email.as novas correçoes da lingua
    portuguesa.

  108. Lissandra said

    concordo inteiramente com a professora Ivaneide,pois também sou professora de Língua Portuguesa,será melhor de certa forma o ensino da língua,facilitará aos nossos alunos a compreensão das regras gramaticais.Agora me respondam,e as gramáticas mais atuais,como ficarão?Os livros didáticos de 5ªà 8ªsérie que foram escolhidos para o ano de 2008 das escolas públicas virão com essa nova mudança?Gostaria muito de saber pois estou preocupada.

  109. Lissandra said

    Em especial a este comentário meu,queria por favor que me dessem mais informações e para a grande massa que são os estudantes divulgando essas decisões,que em muitos casos há alguns professores que também ainda não sabem por falta de informações.

  110. rafael said

    Essa mudança na lingua é uma palhaçada completa.Eu estudei aé agora para ter que desaprender as regras gramaticais???Por mim devíamos organizar um protesto entre estudantes, adultos,escritores, jornalistas e todos que usam a língua portuguesa em suas profissões

  111. rafael said

    Essa mudança na língua é uma palhaçada completa.Eu estudei aé agora para ter que desaprender as regras gramaticais???Por mim devíamos organizar um protesto entre estudantes, adultos,escritores, jornalistas e todos que usam a língua portuguesa em suas profissões,para ver se, pelo menos no brasil,poderia continuar como está.Mesmo se ouver a mudança,continuarei a escrever da forma atual, pois é a forma que eu considero correta!

  112. Marcos said

    isso e uma bestaje

  113. Joel Reis said

    Pá, eu só vejo gente burra! Mas mesmo burra! Quer-se dizer, primeiro vêm uns totós a falar de colonialismo! Isso foi há mais de 200 anos! Olhem só quem está com idéias retrógradas! E depois vem um tipo que fala espanhol que diz que o Português de Portugal é mais pobre que o do brasil. Em que se baseia ele? Ele é doutorado em letras? porque os brasileiros não usam palavras portuguesas em vez de dizer “show”, “mouse”, “videogame”? Acham isso um Português do Brasil rico? Cheio de anglonomos?

    Bem, as línguas são diferentes. O acordo não resolve outros porblemas como os seguintes: no Brasil diz-se: em uma loja. Nós dizemos: numa loja. Nós começamos as frases assim: A sua filha e não “Sua filha”. Nós dizemos: “Este texto foi tirado da sua obra”. Vocês dizem: “de sua obra”. E quem diz isso diz também o “ônibus”, entre outras palavras.

    O acordo em sim é uma besteira dado que seria o brasil a ganhar com isso. Portugal teria que abrasileirar a sua escrita. E acho muito bem alguns brasileiros dizerem que se deve olhar para o país do que para doidices como estas.

  114. paulo said

    Hoje nos temos tantas coisas mais importantes para resolver, porque não procuram acabar com esse bando de politicos coruptos que existe em nosso país, cade o dinheiro da cpmf que era para a saúde. ……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

  115. gostosona said

    eu num vou obedecer isso

    rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrrrsrsrsrssrsrrsrsrsrrsssssssssssssssssssrsrsrsrsrsrrsrrsrsrsrsrsrsrsrsrs

    hehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehehe

    hahahahahahahahahahahahahahaahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahhahahahahah

  116. gostosona said

    :)

  117. felippe said

    bom

  118. Eli Lobo said

    A nossa língua é extremamente complicada. Penso eu q, pra dominá-la ao “pé da letra”, só mesmo um professor q lida com isso diariamente. Já sabia das tais mudanças, mas não o q mudaria exatamente e fui me informar…
    Pra começo de conversa, achei ridículo o motivo!
    Alegaram dificuldade na divulgação do idioma (pelo fato de ter dois tipos de ortografia), em divulgações de ordem internacional, e tb, q com essa mudança, ficará + fácil definir critérios para exames e certificados para estrangeiros.
    Q isso? Mudar pra facilitar o povo nativo sim! Mas pra agradar estrangeiro?
    Tá certo…vivemos no mundo da globalização, mas penso q temos o nosso valor e me senti minimizada ao ler isso…

  119. Marcelo Costa said

    Eu acho absurda tal mudança! Eu tenho 18 anos e estou convicto de que o trema deveria ficar na língua portuguesa. Para pessoas que queiram aprender o português, ele é um aviso de que o “u” deve ser pronunciado.
    Como conseqüência da nova história do ensino público de que o aluno deve entender tudo pelo contexto; parece que essa história de tirar o acento diferencial segue a mesma linha de pensamento.
    Tirar o acento dos ditongos abertos, isso sim casou tristeza.
    A única coisa que valeu foi a incorporação das letras k,w e y ao alfabeto, afinal como alguns termos tecnológicos são de origem inglesa, e que obrigatoriamente são necessárias essas letras.
    Apesar de ser estudante de química, acho a maioria, principalmente as novas regras na hifenização. Algo plenamente inútil.

  120. Rubia said

    Odieiiiiiiiiii!!!!! Algumas mudanças, como o trema, até que dá para entender… agora, tirar os acentos de palavras como “pára” e de ditongos abertos… é o fim! ficará horrívellll de ler e escrever textos… imagine ler essas coisas nos jornais… acho que não conseguirei me adaptar a essa nova regra!

  121. octavio said

    Pra mim acho ideal que se e para todos paises da lingua portuguesa falarem a mesma lingua que e o portugus, escolhemos um pais que se julgue em falar o melhor potugues e agente vai nessa sem termos que mudar nenhuma coisa neste portugues.Se nao neguemos diveis o portugues e aprendemos a falar o ingles so e so.

  122. badu said

    vamos ter que voltar para escola para aprender
    a escrever tudo erado deve se bao
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  123. jaqueline said

    Acho que vai demorar para a mudança

  124. Vegeta- Nilo said

    É eu gosto de bife!

  125. faiad said

    penso eu que deveriamos ser mais originais ,digo isso pela imensidão de palavras pronunciadas em nossa lingua portuguesa, mais que não é de nossa cultura.Quanto as mudança na ortografia,acho legal que queira facilitar, mais facilite de um modo em que a pronuncia tenha uma continua riquesa .Só que,acha mesmo necessario que nossa lingua precisa de modificação…. Temos muita coisa que preoculpa em questão educação, essa seria a principal questão???? quanto ao 26 e não 23 letras alfabeticas acho mais que correto, pôs são palavras que estaram sempre em nosso cotidiano !!!!

  126. ANGELIA DE SOUZA said

    Como Professora de Língua Portuguesa, acho difícil me acostumar com essa mudança, especialmente em ditongos abertos. Como falar, , ou melhor explicar para alunos de 5º série que já foi difícil explicar com acento, e agora esta mudança. Acho que vai embaralhar a cabeçinha deles. Coitados como é difícil essa língua.

  127. Karen Medeiros de Freitas said

    Bah gostei, só poderiam tirar todos os asentos de todas as palavras dai seria mais fácil de escrever e aprender !!!rsrsrsrsr

  128. Gustavo said

    De acordo com o MEC a mudança será em 2009 e não 2008.

    “O congresso brasileiro aprovou a unificação ortográfica em 2001, depois de cerca de dez anos de discussão, quando foi também sancionada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O último dos três países a aprová-la foi São Tomé e Príncipe, em dezembro de 2006. A previsão é de que o acordo comece a valer em 2009 e que até 2011 todos os livros didáticos brasileiros estejam adaptados às novas regras. “No caso do Brasil, é conveniente adotarmos um prazo que inclua dois anos para adaptação das mudanças”, explica Xavier.”

    http://www.sesuweb.mec.gov.br/noticias.php?codmateria=600

    http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=8901

  129. Lúcia said

    Acho 1 absurdo o que estão a fazer com a língua portuguesa.Acho que cada país tem a sua língua (Portugal, Brasil, etc) apesar de se basearem no português de Portugal e, se querem mesmo unificar a língua, deveriam fazê-lo mudando as outras para este português.Mas, mesmo assim, penso que não se deveria mudar qualquer língua.Parece que a alma de cada país se está a perder aos poucos…Gostaria muito que houvesse maneira de fazer algo contra, para que isto não acontecesse.

  130. [...] devido a um acordo feito entre os países de língua portuguesa. Neste acordo, as diferenças na escrita devem deixar de existir, enquanto as características “faladas” [...]

  131. ALCINDO ARRUDA said

    O PORTUGUÊS BRASILEIRO NO SE BASEIA NO PORTUGUÊS (ATUAL)DE PORTUGUAL ….É BEM DIFERENTE …OS PORTUGUESES TÊM UMA PRONÚNCIA MUITO FEA (PARECE QUE FALAM COM A LÍNGUA AMARRADA ) .
    O PORTUGUÊS ATUAL DE PORTUGAL É BEM DIFERENTE DO BRASILEIRO TANTO NA ORTOGRAFIA COMO NA GRAMÁTICA .
    QUAL É O MAIS CORRETO ( QUALQUER DOS DOIS) …MAS O FALAR DO PORTUGUÊS DO BRASIL É INFINITAMENTE MAIS BELO QUE O DE PORTUGAL .

  132. Ana Matafome said

    Eu sou portuguesa, sou professora e sou contra o Acordo Ortográfico. Por uma simples razão: o Português é uma língua falada em Portugal, que há séculos foi também falada no Brasil. Acontece que, como já aqui se disse, as línguas são organismos vivos, e o que outrora foi uma só língua (se alguma vez o foi), já não é. Vejamos um exemplo simples: se eu tivesse que corrigir os 129 comentários que li nesta página, excluindo os erros ortográficos vergonhosos (não justificáveis por se estar a escrever na Internet!) e sem ter em conta as expressões próprias da Língua Brasileira, eu encontrava tantos erros de sintaxe que desistia a meio do caminho!
    O Acordo Ortográfico não é mau porque privilegia mais a ortografia de um país ou de outro, porque faz o colonizador subjugar-se aos colonizados (se isso importasse!), porque faz as coitadas das criancinhas aprender a escrever de outra forma, porque elas não aprendem todos os dias palavras novas e os professores não têm que as ensinar convenientemente. O mal do Acordo Ortográfico é criar a ilusão que a língua que se fala no Brasil é igual à que se fala em Portugal, porque não é e nem os Portugueses pensam linguisticamente da mesma forma que os Brasileiros! O mal do Acordo Ortográfico é subjugar os interesses dos falantes às vontades políticas de criar uma macro-comunidade linguística competitiva como se o Inglês fosse deixar de ser a língua franca no mundo económico e literário!
    É contra os interesses que não nos servem que nos devemos unir: ainda não ouvi ninguém em Portugal dizer que ia adoptar a escrita do Acordo Ortográfico! Espero que no Brasil reajam da mesma forma.

    Só para comprovar o que eu escrevi, quem é que leu e entendeu tudo o que eu disse, sem que lhe parecesse que estava a ler uma outra língua?

  133. JORGE CORREIA said

    NA MINHA MODESTA OPINIÃO O PORTUGUÊS DO BRASIL E DE PORTUGAL NÃO DEVERIAM MUDAR …. A MÚSICA (FADO) ME ENCANTA E ESSA DIFERENÇA ENTRE A FALA PORTUGUESA E A BRASILEIRA É MUITO SALUTAR E ENRIQUECE A NOSSA LÍNGUA .
    QUE OS IDIOMAS CONTINUEM COMO ESTÃO … E OS DOIS LADOS SAIRÃO GANHANDO .

    VIVA O FADO !!!!! ….ME ENCANTA VER UMA PORTUGUESA A CANTAR ….PRINCIPALMENTE O FADO !!!!!!!

    SOU BRASILEIRO E GOSTO DE OUVIR OS PORTUGUESES (MELHOR DITO …AS PORTUGUESAS ) .

    ATÉ MAIS ,

    JORGE CORREIA

  134. JORGE CORREIA said

    VIVA O FADO !!!!! ….ME ENCANTA VER UMA PORTUGUESA A CANTAR

    OU

    VIVA O FADO !!!!! ….ME ENCANTA VER UMA PORTUGUESA CANTANDO .

  135. AFONSO AQUINO said

    El português de brasil la ortografia es mejor ….los portugueses tienen una ortografia arcaíca … tal vez usen para farmácia ( ortografia pharmacia )….. el portugués de Portugal sin duda es semejante a de Galiza .

  136. Pablo alonso lullo said

    PORTUGUÊS NA VENEZUELA
    Ricardo Tavares L. 06/08/2007 13:31

    PORTUGUÉS: ¿LENGUA DE ENSEÑANZA OBLIGATORIA EN VENEZUELA?
    Ricardo Tavares L.
    Cuando se piensa en la opción de enseñar una lengua extranjera en una escuela, hay que ponderar las verdaderas motivaciones para tomar una decisión correcta. Por lo general se consideran razones (geo)políticas (influyentes países vecinos, además de los Estados Unidos de América), económicas (fuertes lazos comerciales con alguna potencia) e incluso históricas (colonización de dos países, como por ejemplo Canadá, donde se habla inglés y francés).
    En el caso de Venezuela, es obligatorio aprender la lengua inglesa en la enseñanza escolar, sobre todo en la secundaria, por factores por todos conocidos: es la lengua con la cual los científicos y profesionales del mundo entero comparten conocimientos e información, la lengua del intercambio comercial, la lengua del turismo… Tiene hoy en día el estatus que tuvo el francés en el siglo XIX, el latín en la Edad Media, el griego en la época de Jesucristo.
    Pero ahora se comenta de la posibilidad de agregar otra lengua extranjera más en el sistema educativo venezolano, el portugués, no tanto por la comunidad portuguesa radicada en este país, sino por el gran vecino sudamericano: Brasil.
    En una ocasión leí en el periódico venezolano 2001 un artículo de opinión donde la propuesta fue planteada. Ese trabajo tiene como título «El inglés y el portugués» y fue escrito por Domingo Alberto Rangel el 21 de noviembre de 2004. Además de hablar de las razones por las cuales justifican la enseñanza del inglés (hasta indica que es la lengua extranjera «de los combatientes de Hamas y Hezbolah en el Medio Oriente, de la guerrilla colombiana y de Osama bin Laden»), propone la inclusión del portugués, por la misma razón de tener al Brasil como «potencia dominante» en el futuro. Ahora bien, los demás argumentos expuestos por Rangel son muy subjetivos (y también exagerados tratándose de un venezolano), por cuanto presentan al portugués como «la más rica y la más hermosa entre las lenguas romances», «una riqueza plástica y un tono cautivador. Es un francés más rico», «el portugués de Brasil es el idioma más elegante y primoroso que haya creado el género humano», «un idioma más exquisito que el francés de la Sorbona y más rico que el italiano». La exaltación es tan grande que la lengua española queda injustamente despreciada: «Mientras el castellano es el idioma de unos hidalgos provincianos de horizonte limitadísimo, el portugués surge en un barco que de Lisboa va buscando desde 1450 el paso del África hacia los mares del sur donde yacen las islas de las especias», «Nuestro castellano parece pobre frente al portugués».
    Verdaderamente sería interesante la enseñanza obligatoria de la lengua portuguesa en las escuelas de Venezuela, pero creo que si eso ocurre, será por razones más vinculadas por la geopolítica y economía que realmente por la belleza. Aún no he oído a alguien decir que le gusta hablar inglés por ser hermosa o rica(tal vez haya muchas personas que lo piensen). El pragmatismo definitivamente acaba por ser la mayor de las motivaciones.

  137. Jaquim said

    Grande merda!

    Cá agora brasileirices…do Brasil só as febras e é nas casas de alterne!

    Recuso-me incessantemente a escrever como pretendem!

    Já cá há pouca roupa…

  138. Pablo alonso lullo said

    EL PORTUGUÉS DE PORTUGAL , SU ORTOGRAFIA , ES ARCAICA Y NECESITA MEJORAR SINO QUEDARÁ AISLADO DE OTROS PAÍSES DE LA HABLA PORTUGUESA ( ANGOLA , MOZAMBIQUE , TIMOR LESTE , BRASIL , ETC. ) , EL PORTUGAL ES PAÍS CHICO EN COMPARACIÓN A BRASIL (CASI 200 MI DE PERSONAS ) .
    TAL VEZ EL PORTUGUÉS DE PORTUGAL QUEDE IGUAL AL GALEGO Y AISLADO .

  139. Pablo alonso lullo said

    EL PORTUGUÉS HABLADO EN PORTUGAL ES HORRIBLE EN COMPARACIÓN AL BELLO PORTUGUÉS HABLADO EN BRASIL , NO HAY DUDA .
    HASTA EN TIMOR LESTE EL PORTUGUÉS ES MÁS BELLO QUE EL PORTUGUÉS DE PORTUGAL …EN RESUMEN ….EL PORTUGUÉS DE PORTUGAL NECESITA MEJORAR SU FONETICA Y ORTOGRAFIA SINO QUEDARÁ AISLADO .

  140. Antonio Sardinha said

    Bragança, 03 Out (Lusa) – Um dos mais conceituados linguistas portugueses, Malaca Casteleiro, acusou hoje Portugal de estar a entravar o acordo ortográfico com os países lusófonos por um “medo estúpido” do domínio do Brasil.

    O linguista, que tem participado nas tentativas de acordo da unificação ortográfica nos países de língua oficial portuguesa, fala mesmo num “sisma” entre Portugal e Brasil que “se arrasta há mais de um século e que prejudica a difusão da língua portuguesa”.

    “É maior do que a guerra dos cem anos”, ironizou, à margem do VI Congresso da Lusofonia, que começou hoje em Bragança, e que tem como tema central o acordo ortográfico e a variante brasileira da língua portuguesa.

    Segundo o linguista português, o Brasil – o maior falante da língua portuguesa – “tem muita vontade de implementar o acordo e Portugal não diz nada”

    “Eu creio que há aqui um medo estúpido de que o Brasil, através da ortografia, reconquiste os países africanos de língua portuguesa e os leve para o seu lado, o que é completamente descabido e mau para a língua portuguesa”, afirmou.

    Malaca Casteleiro entende que Portugal está a desperdiçar um potencial de quase duzentos milhões de falantes para a difusão da língua portuguesa no mundo, através de um país que, além do elevado número de habitantes, “tem uma literatura potentíssima, é um potentado económico e tem uma capacidade de difusão cultural magnífica”.

    Em vez do ” receio deste domínio”, o linguista entende que Portugal devia aproveitar esta potencialidade e implementar, de uma vez por todas, um projecto de que há muito se fala no seio da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa).

    O projecto, de acordo com Malaca Casteleiro, consiste no intercâmbio de alunos e professores, conferências e outras iniciativas culturais, um programa algo semelhante ao europeu Erasmus, mas que ainda não foi avante por “falta de recursos financeiros”.

    Malaca Casteleiro lembrou que Portugal ainda não ratificou a mais recente decisão sobre a escrita comum da língua, que permitiria a entrada em vigor do acordo ortográfico com apenas a ratificação de três países.

    Apenas o Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe ratificaram essa norma.

    O impasse mantém-se e arrastou-se por todo o século XX, conforme recordou o linguista, lembrando que desde a reforma ortográfica da implantação da República, em 1911 que Portugal e Brasil tentam um acordo.

    Depois de várias tentativas em 1931, 1943, 1945, 1973 e 1986 para a convenção ortográfica Luso-Brasileira, em 1990 foi negociado e aprovado por todos os países de língua portuguesa, a nível político, um acordo que só foi ratificado pelos respectivos parlamentos de Portugal, Brasil e Cabo Verde.

    Em 2004, foi proposta uma norma que permitia que a entrada em vigor, desde que ratificado por apenas três países, mas a referida norma ainda não foi aprovada por Portugal, tendo apenas o aval do Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.

    “Falta de vontade política” é também o que entende o linguista brasileiro Evanildo Bechara, outro dos convidados do Congresso da Lusofonia em Bragança.

    Apesar de tudo, Bechara não acredita que “haja uma desvinculação da variante brasileira do português, que a futurologia prevê para o século XXI”.

    Esta possibilidade foi levantada no congresso e surpreendeu o especialista porque – diz “não é essa a visão do brasileiro”.

    Acredita e defende uma unificação ortográfica da língua, em que cada país falante mantenha as suas variantes.

    Chegou o momento, disse, de Portugal e o Brasil se sentarem numa mesa e discutirem um futuro comum da língua portuguesa”.

    Sustentou ainda que o português “só não corre riscos perante a globalização se os países se consciencializarem da sua importância”.

    “Cada país continuará com os seus particularismos linguísticos, mas na hora de escrever, escreverão de uma só maneira, como acontece com o francês, o espanhol ou o árabe”, frisou.

    HFI.

    Lusa/fim

  141. Gabriel said

    Eu estou escrvendo sem acentos porque estou bem nervoso e quero escerver rapido. Eu acho que uma ‘nova ortografia Portuguesa’ e boa ideia, mas nao gosto da maneira que eles querem fazer. Qual e a razao que ‘luz’ tem que ser escrito ‘lus’, quando ‘luzes’ fica na mesma com a letra ‘z’? Nao deve ser ‘luz’ e ‘luzes’? E qual e o mal de manter ‘que’ e ‘querer’? Nao, eles querem que seja ‘ce’ e ‘cerer’ respetivamente. Na minha opiniao nao faz sentido. Estou de acordo que nao e preciso tantos acentos, nem e preciso duplo consoantes em palavras como ‘assinar’ e ‘passar’. De qualquer forma, eu achei um artigo interesante escrito nessa tal ‘nova ortografia’. Opinoes por favor.

    Exemplo reescrito em NOLP(p) versão 0.2

    Nesa altura Seleste amava um marinheiro, e ficava em caza á espera do momento em ce o barco dele pasase na barra rumo a cualcer água lonjíncua de um mar distante, dezenhado a aguarelas azuis e sinzentas no mapa fluido e inserto das longas separasões. Era noite e o rio estava xeio de luzes flutuantes por trás das cortinas vagas da xuva, pontos verdes e vermelhos ce cruzavam devagar a espesura da faixa negra ao fundo da encosta coberta de telhados de prédios e de antenas de televizão. Seleste sentava-se diante da janela e via o dezenho trémulo da ponte na umidade salobra do vento, o último comboio pasava muito longo e solitário rente ás praias de lodo da fós. Sabia ce a cualcer instante um ómem avia agora de navegar por ali, uma vês mais de partida no segredo da caza das mácinas, e ese era o omem ce ela então amava. Seleste reconhesia os dois faróis amarelos na proa, aselerava-se-lhe o corasão, abria os vidros e asenava longamente com um lenso branco. Adeus, meu amor, rimas simples de uma cansão antiga. E ele, ce decorara no primeiro olhar a latitude e a lonjitude da janela de onde uma mulher estava a vê-lo sumir-se na vorajem vasta do mundo, atroava por três vezes o sono da sidade com o eco planjente da buzina, adeus, adeus, adeus cerida, de novo e sempre para nunca mais. Cá vou eu, Seleste, nos cuartos do leme a pensar em ti. Depois o escuro tragava os dois faróis amarelos num silênsio demorado, Seleste guardava o lenso e deixava escapar um suspiro. Devolvia-se devagar á penumbra da caza, sorria para si própria e para a imajem improvável dacele amor embarcadiso todo povoado de búsulas e gindastes, e de nós e de milhas marítimas, um amor com barbatanas de golfinhos a ferir a superfísie junto ao casco e mulheres sem rosto ce de madrugada cantavam baixinho na errânsia dos portos. Seleste amava um marinheiro e a segir abria a porta do frigorífico sem asender a lus da cozinha, tirava uma garrafa de litro de serveja preta e voltava para a sala. Foi asim ce a encontrei cuando xegei com o cão.

    – Um dia — prometera-lhe ao prinsípio, e era uma desizão solene — Um dia, cerida, vais ver. Ei-de ser capás de te apanhar de surpreza.

    Mas como talvês já não aja mesmo nada ce consiga surpreendê-la limitou-se a levantar uma sobranselha, muito séria e digna no olho da tempestade ce antesede as explozões de rizo incontrolável. Rimo-nos dezesperadamente antes de termos trocado uma única palavra, eu parada na porta, pálida e ezausta. E com o cabelo a escorrer água, porce tinha arrumado o carro dois cuarteirões mais adiante e no meio do meu dezaire claro ce nunca mais me lembrei do xapéu de xuva. De sexta para sábado e com um cão nos brasos, ali estava o ce restara de mim. Entrava-lhe em caza a própria fase da trajédia ás três da manhã, agora ce um navio acabava de submerjir na imensidão nocturna com o seu amor a bordo, e cuando estávamos cuaze a consegir controlar-nos ela levantou a outra sobranselha.

    – Ce orror — entoou em vós de contralto — de ce rasa é o cão?

    Caí-lhe nos brasos, dezatei finalmente a xorar, e ela enxeu-me de beijos.

    In “Ponto Pé de Flor”
    Clara Pinto Correia, Publicações Dom Quixote

  142. Evelyn Barreto Guedes said

    Preciso urgentemente saber como será utilizado o hífen agora….

  143. Eduarda said

    de facto acho inacreditável quem sugeriu tais barbaridades!! Certo algum Sr. Prof. Doutor….algumas delas podem até serem adaptáveis à população portuguesa! Mas o meu maior espanto recai para o “úmido”. Se tem alguma lógica…

  144. Paulo Cruz said

    A Dona Ana (do comentário 131) está coberta de razão. Foi difícil chegar até o seu comentário, mas valeu a pena. Erros grosseiros de grafia, perpetrados até por alguém que se diz cursando Letras. Qual o microcéfalo que não entenderia a frase “o rapaz para no bar para beber” ou “alagamento para a Marginal Tietê” . Sou a favor sim, das mudanças. Temos que nos atualizar; não há sofrimento algum em aprender as novas regras. Leiam mais (muito mais) meus amiguinhos. Só quem lê sabe escrever.

  145. Zulmira de Oliveira Martins said

    Afinal de contas, já está em vigor a nova ortografia? Não vejo nada a respeito no noticiário.

  146. Fernando Cabral, do Brasil said

    D. Ana, do comentário 131, o que é isso? Portuguesa e professora, a senhora diz que “se tivesse que corrigir… encontrava e desistia…” O correto não seria a perfeita combinação dos tempos verbais: encontraria e desistiria? E como dizer de “faz as coitadas das criancinhas aprender a escrever”? Não seria “aprenderem”? Desculpe, D. Ana, mas se é assim que se formam professores em Portugal, tomara que não nos comparemos nessa escrita horrível.

  147. LUIZ GAMA FILHO said

    Achei muito interessante estas mudanças. Só gostaria de saber qual a Lei que determinou isso.

  148. Daniel Sardinha said

    Há muito tenho ouvido falar nas alterações ortográficas da língua portuguesa. E sinceramente, há muita incoerência. Tudo bem, não há necessidade em se escrever eles vêem, já que veem tem a mesma pronúncia com e sem acento. Se o acento é dispensável, é bom que seja eliminado. Isso também serve para enjoo, voo, abençoo, apesar de que vai ser difícil escrever sem esses acentos. Sempre vai parecer que falta alguma coisa.

    Agora, vai se tornar comum daqui a uns anos ouvir uma criancinha num zoológico falar “papai, olha só! Aqui tem um sagui” (/sa’gi/, e não /sa’gwi/). Quanta risada a gente vai dar por causa de um estrangeiro que falar /fre’kensja/, /lin’gisa/! Quanta confusão vai ser no futuro quando uma criança, ao ler um livrinho e se deparar com palavras novas, não saber se se fala bôi ou bói, herôi ou herói! O para sem acento então, vai causar mais confusão ainda! Se querem colocar acento em amámos pra diferençar o tempo verbal, como fazem os lusitanos, por que tirar do pára? É incoerente.

    Já no lado europeu, africano e asiático, é coerente que se tire algumas letras que não pronunciam, como em acção, adopção, baptismo. Outra coisa: se é pra unificar, então deveria haver uma definição entre gênio/génio, bônus/bónus, fenômeno/fenómeno, acadêmico/académico, etc. Qual seria o motivo de permanecer assim? A pronúncia? É porque em Portugal eles pronunciam aberto e aqui fechado (nasalisado)? Se for assim, deixa o trema na lingüiça, porque é assim que a gente fala, com o “ü”.

    Agora, quanto ao hífen… aiaiai… ele serve pra que mesmo, hem? Até já esqueci. Pra unir palavras, não é? Prefixo, sufixo e tal? Substantivos compostos?
    Antes se escrevia creme anti-idade. Hoje escreve-se antiidade. Daqui pra frente a tendência é torna-se creme antidade. E agora? Pagaremos com cheque pré-datado ou predatado? Faremos uma pós-graduação ou uma posgraduação? Vai confundir mais ainda… É mais fácil fazer o seguinte: as palavras se uniram? Bota hífen, e todo mundo fica feliz.

    Bom, acho que é isso… essa é minha opinião.

  149. Gleisson Mangueira said

    Gostaria de saber que lei normatiza essas mudanças; pois só lei cria obrigação de fazer ou não fazer. Neste caso, falar e escrever.

  150. Marcelo Germano said

    Foram poucas as mudanças. Deram-no um pouco de conforto para escrever. Mas, bem que poderiam ir, um pouco, mais fundo nas mudanças.Temos o caso do “s” e “z”, “g” e “j”, “ss” e “ç”, “s” e “ss”, “x” e “ch”, e segue a complexidade latina para o português.

  151. edison messias da rocha said

    ola pessoal vamos a mudança chega de ficar na masmice , facilitar as coisas que anda muito corrido.

  152. Wagner said

    HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!! HOAX!!!

    NÃO FOI APROVADO NADA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ISSO É NA VERDADE UM MOVIMENTO CRIADO POR UNS FDP… BURROS QUE PREFEREM A DEGENERAÇÃO DA LÍNGUA EM VEZ DE APRENDÊ-LA!

  153. tiago said

    eu no to nem ai pra essas mudanças
    eu aprendi a escrever de um jeito para me adptar a outro jeito vai ser bem dificio

  154. fonética said

    Português é de Portugal!!!!!Agora nós é que temos que nos abrasileirar…..Nunca ouvi falar de acordos com a língua inglêsa(com chapéu).
    “CADÊ ELE”
    Poupem-me!!!!!!

  155. Leonor said

    Por gentileza, gostaria de saber se de fato as novas regras estão em vigor pois, recebemos um xerox da SEC anunciando as mesmas mas, não havia lei, nem decreto , nem norma nenhuma e, ouvi comentários que estas mudanças só ocorrerão em 2010. Quem puder me responder já com a lei que normatiza e quando foi publicada, eu agradeço.
    Leonor

  156. ALFREDO DIAS said

    DEVEMOS UNIFICAR A LÍNGUA PORTUGUESA PELO MENOS NA GRAFIA ….UMA VEZ QUE UM BRASILEIRO PODERÁ ESCREVER DO MESMO JEITO , ISTO É , COM A MESMA ORTOGRAFIA DE UM ANGOLANO , DE UM TIMORENSE , DE UM PORTUGUÊS .
    INFELIZMENTE ALGUNS PORTUGUESES PENSAM QUE A LÍNGUA PORTUGUESA NÃO SOFREU MODIFICAÇÕES E DEVEM CONTINUAR ESCREVENDO DE FORMA ARCAICA .
    SE SEGUIRMOS ESSE RACIOCÍNIO DEVERÍAMOS ESCREVER FARMÁCIA ,ASSIM : PHARMÁCIA .
    A LÍNGUA PORTUGUESA DEVE SER VENERADA , AMADA POR TODOS E SOBRETUDO UNIFICADA NA GRAFIA .
    CHEGA DE BAIRRISMO ….A LINGUA PORTUGUESA FOI IMPOSTA A PARTIR DE 1500 , ÀS TERRAS CONQUISTADAS E PORTANTO , DEIXOU DE SER EXCLUSIVIDADE DE PORTUGAL E PARA FELICIDADE GERAL DE TODOS O PORTUGUÊS CONTINUA CRESCENDO ….PASSAMOS DOS 200 MILHÕES DE FALANTES NO IDIOMA DE CAMÕES .

  157. ALONSO CAMACHO said

    EL PORTUGUÉS HABLADO EN BRASIL BEBERIA SER EL PADRÓN …POR SER MÁS BELLO …EL PORTUGUÉS DE PORTUGAL TIENE UN ACENTO MUY FEO EN COMPARACIÓN A DE BRASIL .
    EL PORTUGUÉS HABLADO EN BRASIL TIENE MELODIA .
    TAL VEZ EL PORTUGUÉS DE BRASIL QUEDOU BELLO POR LA MESCLA DE LOS IDIOMAS AFRICANOS Y AMERINDIOS (TUPY GUARANI) .

  158. line said

    nossa isso vai faze mta gnt fk perdido pq vc aprende dsd pekeno a fazer d uma forma e d repente tudo muda!!! assim ñ da ne!? :)
    100 comentarios!!!

  159. gurgel said

    heheheh

    naum seid e nada msm

    pra mim tanto faz

    hehhehehe

  160. tNt said

    Nóis achemos mermo qui os trem teim qui fikar cmo taa.

    Pod serrr com ol seim asennto messs

    Nóis num ligaa naum o imporrrtannte messs e compertirrrr

    Neéée povu????

    Abraçu pru ceisss…

  161. matheus said

    oi inda bem né já estava cansado de tantas regras :)

  162. Dono casa alterne said

    A maior parte dos argumentos dos Brasileiros são tão ridículos, pois baseiam-se basicamente no seguinte:
    * O português de Portugal é feio! O do brasil é mais bonito! – Como se o que interessasse numa língua fosse a sua beleza!
    * A escrita em português de Portugal é arcaica! – E provas não há? Para mim arcaico é o português que tem laivos de linguagem de macacos e de 160 milhões de brasileiros analfabetos na sua linguagem.

    Criem um lingua nova, assim já podem falar por grunhidos agudizados mono-tónicos (sim porque um brasileiro acentua as silabas todas, né galéra?).

    Não seria mais importante, em vez de quererem unificar a língua (não acham interessante ser o Brasil o país que está a fazer mais pressão? Se calhar é porque tem mais perder económicamente, ou então não…) não seria melhor o brasil terminar com as palavras “setar”, “usuário”, “zerar”, “esporte”, “time”, “onibus”, “protón”, “electron” que vêm descaradamente do inglês? Ou então uniformizar o significado das palavras rapariga, puto, etc ?

    Cumprimentos.

    p.s.: Para a brasileira que disse que tem passado horrores em Portugal, eu queria dizer-lhe que eu também passo horrores quando estou no Brasil quando tento falar com os locais ou então escrever para os locais lerem e como tal ao fim de 2 semanas venho-me embora de volta para o meu país. Apesar disso não me queixo… talvez seja por me vir embora ao fim de duas semanas! Como tal queria-lhe perguntar quando é que as suas duas semanas acabam. É que assim talvez acabasse com os seus lamentos!

  163. jojo said

    eu acho isso maneiro vey mais e bom que dificulta mas kkkkkkkkk
    muito massa mesmo

  164. HAROLDO DE BARROS said

    No Brasil “puto” não tem nenhum significado ….na Argentina “puto” significa homossexual ( bicha, boiola , bambi , veado , etc ) em portugal ” PUTO” SIGNIFICA adolecente ( moleque , garoto , …etc) .

    Rapariga em algumas partes do Brasil pode significar “puta” ,

    camisola no Brasil significa roupa de dormir de mulher e em Portugal camisola significa camisa ( por exemplo , camisola de jogador de futebol )

    No Brasil é térreo …em Portugal é res do chão .

    Sou brasileiro e sou a favor da unificação da escrita , mas contra o falar dos países …..portugal deve continuar com seu sotaque ( que eu acho diferente e bonito e o som dos cantores (as) de fado é maravilhoso , dá gosto ouvir um fado ( muito bonito!!!!!!!) .
    eu entendo tudo que um portuga fala , e estranho quando um brasileiro fala que entende melhor um da fala castelhana a um português , apesar que quem tem uma certa cultura em português o espanhol ( latinoamericano) é muito fácil de entender …é semelhante ao nosso idioma …apesar dos ” falsos amigos ” …quando dizem comida “exquisita” estão querendo dizer comida saborosa .
    É um mito dizer que brasileiro trata mal aos portugueses , eu sou filho de português e sempre fomos tratados com carinho aqui no Brasil , o que há na verdade são as piadas que está enraizada desde o Brasil colonial , o povo brasileiro é diferente …país com espírito mais divertido engraçado e gostam de tirar sarro de todo mundo , agora o povo português é muito mais fechado .

  165. eu mesma said

    Acho a mudança desnecessária. Cada país tem suas especificidades, e é impossível que somente pelo fato de serem de “Língua Portuguesa”, todos escrevam os falem da mesma forma. Cada país tem suas descendências, seus costumes, sua própria cultura. Embora, sabemos bem, que muitos livros de graduação e principalmente, pós-graduação em Portugal, são brasileiros. E são em sites brasileiros que os portugueses mais encontram informações profissionais. Portanto, para alguns xenófobos acima, deixem de viver em 1950,e preocupem-se com a desgraça da pobreza e do desemprego que assombra Portugal. Talvez, seja hora para os portugueses deixarem de ser tão arrogantes, porque ainda não perceberam: O mundo não precisa de Portugal, e sim Portugal do mundo! Chamem o progesso, acabem com o seu governo salazarento e tomem conta da vida de vocês. E se o Brasil é tõ ruim assim, porque tantos portugueses vão para o Brasil? Deixem de ser invejosos, ridiculos, cuspirem nas ruas, transmitirem tuberculose, viverem de subsidio desemprego, vivendo nesse seu país de nenhuma oportunidade. Vou pedir a União Européia que distribua espelhos: para vocês ” se exergarem” ! Ó Pá, vá trabalhar!

  166. fabio said

    muito bom essa mudanças, era pra excluir esse H, porque nunca é pronunciado.

  167. Afffs/!!!!
    sem noção essa trem de muda a ortografia
    potuguesa, por um lado e bom mais pelo outro acaba sendo
    chto pois fomos acostumado com regras so bre a lingua portuguesa
    e derrpente vir a mudar mais enfim
    e assim mesmo quem nao tem o que inventar acaba inventando
    o que nem almenos sabe inventar
    rsrsrsrrss

    kda doido com sua loukura rsrs

  168. essas mudanças ficaram um pouco copricada porque teve muita mudança.

  169. juliana said

    Gostaria de saber se as mudanças da lingua portuguesa no brasil ja entraram em vigor….Obrigado!!!

  170. Louise said

    Eu sei que a “reforma” já foi assinada e tudo, mas não tem como protestar, não?!
    Afinal, a língua portuguesa do Brasil também é minha, é do povo todo, e por acaso perguntaram pra alguém sobre isso?

    Acredito que a retirada do trema, por exemplo, só dificultará mais o aprendizado da língua: as crianças agora serão obrigadas a decorar que “linguiça” se fala lingÜiça; um estrangeiro nunca saberia quais palavras se pronunciar de que jeito simplesmente lendo-as em um texto – porque o “qui” de quilombo se pronuncia diferente de tranqüilo?

    As novas normas que me desculpem, mas eu continuarei a escrever “errado”.

  171. luan said

    nao deveriam colocar k,w e y porque nao sao da lingua portuguesa

  172. luan moura fauth said

    eles tem qui mudar nosssa lingua de outro jeito como resolver o problema do c e q, g e j , h no começo da palavra ,s e z , x e c, s e ç , l e u no final e no meio da palavra e o i trocado pelo h na palavra alho e em outras.Eles tem que pensar melhor antes de fazer qualquer mudança na nossa lingua.

  173. Cristian said

    Acho uma tremenda besteira, afinal, como ficarão as obras dos autores brasileiros escritas com a ortografia original? Passamos tanto tempos em salas de aula, provando que sabemos fazer certo, ralando em faculdades para fazermos correto as trabalhos acadêmicos, provando que sabemos ou aprendemos, para depois aparecerem tres idiotas, mudando tudo para facilitar. Isso, não vai dar certo.

    Cristian.

  174. gabi said

    Bom , nossos livros irão virar lixo.Com as poucas mudanças as editoras de gramáticas,dicionários irão lucrar horrores.
    E nós?Iremos ter que comprar tudo de novo ?
    Fora que eu não concordo em falar linguiça….

  175. Zungue said

    Poxa Louise obrigado você disse tudo o que eu pensava …….Concordo plenamente contigo, daqui alguns dias nosso idioma será tão pobre e ridículo quanto o inglês onde já se viu eliminar o trema pra quem sabe ler o trema conta e muito pra quem não conhece a palavra fica difícil saber que i QUI é um dígrafo consonontal .

  176. Aderlan said

    A unificação do Português traz mais pontos positivos do que negativos. A escrita se torna mais fácil para a compreensão do povo, principalmente em conferências e eventos internacionais. As mudanças no Brasil não são drásticas o bastante para ocorrer uma manifestação de caracter social, já que são mudanças que reunidas não ultrapassam 2 folhas de papel ofício. Entretanto o Português com essas mudanças em vigor, se tornará sem dúvida alguma, a língua mais difícil e complexa na atualidade, sendo bastante difícil para a compreensão dos outros povos e para o aprendizado Brasileiro.

  177. Sabrina said

    Nossa, acho extremamente desnecessário, além de ser algo que possa confundir bastante, tanto nós brasileiros, quanto os de outros locais… Creio que beneficie os outros países apenas , além de que incluir o ‘k, y, w’ já foi colocado em pauta há tempos, mas somente agora está oficialmente aprovado. Discordo plenamente das mudanças na língua portuguesa, porque as palavras têm um sentido, e continuarão com ele e, mudando a forma de escrever, só os resultados alheios e gerais serão mais fracos do que já são. Inclusive, a pronúncia de certas palavras, que continuará sendo a mesma, fica conturbada, assim como as demais mudanças.

  178. Reinaldo said

    E U NOSSO PORTUGUES MAL DITO

  179. carmem said

    achei o màximo pois agora não precisamos se preocupar tanto com a ortografia.

  180. Zungue said

    Quer dizer…..dígrafo vocalico .

  181. marisa said

    adorei o texto
    parebens

  182. Laurindo said

    gostei como colocaram as esplicações mais essa mudanças vão atrapalhar muito no meu aprendizado. ja que eu estou na 8° serie e aprendi o Portugues tradicional desde a 1° serie, essas mudanças vão atrapalhar muito no meu apredizado de modo geral.

  183. Laurindo said

    bom concordo com a introdução das letras W,Y e K
    porque existem varias pessoas cujo o nome contem essas letras isso facilitará a escrita de varios nomes proprios no brasil

  184. Eliseu Caldeira said

    Não temais!
    Esta alteração vai apenas mudar a forma como escrevemos. O sotaque de cada região sera preservado, simplesmente porque esse não e o âmbito da ortografia.
    A alteração vai destruir algumas barreiras entre os povos que falam português.
    Esta unificação ja vem tarde. O português e a UNICA grande lingua ocidental com duas versões ortograficas, a do Brasil e a dos restantes paises de lingua portuguesa.
    E verdade! A ortografia(o que e diferente de pronúncia ou sotaque) que se usa em Portugal é a mesma que se usa nos restantes paises de lingua portuguesa exceto Brasil e isso nunca influenciou os africanos a falar com sotaque de Portugal. Alias, tenho alguns amigos africanos e posso testemunhar que o seu sotaque e mais parecido com o Brasileiro que com o Português.

    Saudações de Eliseu Caldeira de Portugal.
    (Note-se que tentei ja escrever de acordo com essa mudança. Gostaria que ouvesse mais informação acerca disso na Internet, ja que não sei se escrevi bem ou não…)

  185. ham essas mudanças vai me fazer quebrar a cuca naum gostei mto vai mais atrapalhar do que ajudar
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  186. Só Malucos said

    Mundança na Ligua Portuguesa?
    Este é um problema para Portugal e não para o Brasil, não acham?
    Somos a população de um País enorme e não devemos obediência a Bairrosinho da Europa. Se dquerem mudar é simpes, mude para ” Ligua Pátria” e/ou simplesmente para “Ligua Brasileira”, pois, a maioria dos brasileiros se forem a Portugal vai provocar um grande engarrafamento. Nós é que temos o País mais bonito e as melhores festas, e são eles que vêm atá ao nosso Pais. Tem que para com essa palhaçada e não desestruturar o nosso País. Eu estou me imaginando, após os cinquenta anos me readaptar com essas mudanças mediocre, e ao mesmo tempo imagino quantas abobrinhas e burrachinhas termos que ouvir.
    Só tem malucos na política brasileira!…….

  187. joao bonfim said

    que site maneiro adorei

  188. Portugal Portugês said

    Para o “Só Malucos”:
    Um problema de Portugal??? lol essa é boa, vocês é q estão a usar a nossa lingua pá. se estás mal começa a falar espanhol, pode ser q te faça bem à dor de cotovelo.
    Bairrozinho da europa… omg, pois bem, não somos um país mto grande, é verdade (como nenhum pais europeu o é), mas fodasse esta merda de planeta foi todo nosso caralhuuuuu.
    Disseste e bem q se maioria dos brasileiros viesse a Portugal causariam um grande engarrafamento, mas de facto isso já acontece. Quando vou a um bordel aquilo é um engarrafamento de putéfias brasileiras atrás de mim q é uma coisa parva.
    Em relação à beleza, é verdade, O brasil é um país mto bonito, mas isso é obra da natureza. voces não mecheram um pintelho q fosse para q a vossa terra fosse desta ou daquela maneira.
    E por fim, ya nós vamos ai pq nós não somos bichos pá. Nós temos aquela vea de descoberta q sempre tivémos e gostamos de conhecer novos locais. e pra mais nós ganhamos tipo 1 milhão de vezes mais q vocês e podemos dar ao luxo de ir enterrar ai os euros, q por sinal, convertido para a vossa moeda, q mais parece dinheiro de monopólio, chegamos à conclusão q com meia dúzia de euritos podiamos comprar essa merda toda. Enjoy it!!!

    Adeus.

  189. Afrodite said

    Sinceramente, acho que ambos os países deveriam preocupar-se mais com questões que são, de facto, mais importantes, em vez da mudança da ortografia da língua portuguesa.

    Ainda só tenho 20 anos mas irei escrever até ao fim dos meus dias como aprendi na escola primária. Foi assim que me foi ensinado e é assim que eu continuarei a escrever. Penso que há questões mais importantes ao desenvolvimento dos países, como resolver os problemas da fome que, apesar de estarmos no século XXI, ainda são uma problemática e que provocam a morte de milhares de pessoas.

  190. apenas um estudante :P said

    galera é o seguinte essa coisa de mudança no portugues é so mais um jeito de chamar a atençao isso num vai durar muito tmp fikm so esperanu ^^
    “isso é moda”

  191. apenas um estudante :P said

    isso uma klunia uma klunia
    acreditem ninguem vai escrever essa lingua

  192. Não querendo de forma alguma generalizar os comentários em destaque, mas chega a ser melancólico, para não citar cômico ler colocações de pessoas que entendem absurdas as mudanças na Língua Portuguesa, mas que, provavelmente, pouco contato tem com a gramática, ou talvez nenhum, por isso, não conhecendo as antigas regras que condição têm para frisar uma posição contrária às hodiernas…

  193. Brasileiro inteligente said

    Pra mim é burrice perder tempo com unificação do portuguÊs. O Brasil não precisa de um paiseco atrasado e pobretão como Portugal , eles é que precisam de nós. Porque temos que unir a ortografia com a deles? São um páis afundado na miséria e sem futuro. Aqui cagamos pra eles enquanto eles são obcecados por nós!
    Quase todos os livros que eles usam nas faculdades são brasileiros. Porque? Porque somos 1000 vezes mais avançados do que eles!

    Portugueses têm é que se adaptar a escrita brasileira e irem emigrar pra serem escravos na Suiça, França, etc, etc pois é só pra isso que servem!!! Mouros imundos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: